REDES SOCIAIS

Blog

11.05 2
COMENTÁRIO(S)

Paulo Pederneiras: o homem por trás do cenário de ‘Chão’

Quem já viu “Chão” ao vivo – ou pelo menos assitiu trechos pela rede ou viu imagens – deve ter reparado no cenário impactante. Os três músicos pisando sobre um chão vermelho. E algumas lâmpadas para iluminar. A concepção é de Paulo Pederneiras, do Grupo Corpo. E agora que a turnê chegou a Belo Horizonte, é hora da gente contar um pouco mais sobre essa parceria!

Neste vídeo, ele e Lenine falam um pouco sobre o projeto. Um encontro que deu tão certo que Lenine foi convidado para fazer a trilha do Grupo Corpo de novo!

Em entrevista à Folha de Vitória, o cantor também falou sobre sua relação com o parceiro.

O show tem a direção de arte do Paulo Pederneiras, do Grupo Corpo. De onde surgiu a idéia de trabalhar com ele?
Eu já havia criado uma trilha sonora para o espetáculo Breu, do Grupo Corpo, em 2007, a convite do Paulo e Rodrigo. Foi uma experiência maravilhosa. Quando o convidei para fazer a direção de arte do Chão ele relutou um pouco no início, mas usei o mesmo argumento que ele usou quando me convidou para fazer a trilha: ‘Não adianta, é você quem vai fazer. Preciso de 40 e poucos minutos de música inédita e quando você achar que deve me mostrar, você me mostra’. É loucura alguém pedir um trabalho assim! E eu fiz o mesmo: ‘o disco é esse, o show é esse, o tema é esse, o ambiente é esse. Quando você achar que deve me mostrar alguma coisa, você me mostra…’

Paulo Pederneiras vem do teatro e da dança. De que forma, artistas que não são da música influenciam seu trabalho?
No caso do Paulo que vem da dança e do teatro, e que a música tem importância fundamental em cada espetáculo, penso que o universo que trilhamos é muito semelhante. A procura da beleza é o que nos une e nos aproxima. Admiração e confiança são a base de qualquer parceria criativa. Sou muito fã do trabalho dele!

Para ler a entrevista na íntegra, em que Lenine fala um pouco mais sobre a turnê, clique aqui.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Comentário

2 COMENTÁRIO(S)
Euler Frankley

Surpreendente! De imediato olhei pro palco e pensei, cadê a percussão? será que vai rolar... os caras entraram, arrepiaram, tocaram com vontade, sequenciaram a vontade, brincaram com a musicalidade, coisa que só quem domina e conhece muito pode fazer! Enfim, Lenine só letras inteligente e manda muito com um violão nas mãos. Quebrando aquela estrutura de grandes bandas pra acompanhar um bom artista, este trabalho do Disco Chão revela o que já percebemos da versatilidade e criatividade de Lenine! Fiquei babando no que fizeram ao vivo lá no palco dimais!!!!!

5 anos atrás

Pablo

To ancioso dia 05/06 em SAMPA " PODI VIM MAIS PRA SP LENINE AGENTE DEIXA" rsrs, so´queria saber oque ele faz com os estrumentos usados nas outras TURNES?

5 anos atrás